Credenciamento de docentes

Norma geral da UFES (Credenciamento e Recredenciamento de Docentes):Os docentes dos Programas de Pós-graduação devem produzir trabalhos científicos e tecnológicos de valor comprovado de acordo com os critérios estabelecidos pelos órgãos internos e externos de acompanhamento e avaliação da Pós-graduação.
Os docentes devem estar cadastrados na Plataforma Lattes do CNPq e devem manter seu Currículo Lattes atualizado, informando sua produção científica e tecnológica no mínimo duas vezes por ano (até 30 de junho e até 31 de dezembro).
Os docentes de Programas de Pós-graduação são classificados em duas categorias: Professores Permanentes e Professores Colaboradores.
Após a criação do Programa de Pós-graduação, a inclusão, o desligamento e a categorização dos professores que fazem parte do corpo docente deverão ser aprovadas pelo Colegiado Acadêmico respectivo.
Os critérios de permanência e categorização dos docentes deverão ser estabelecidos no Regimento Interno de cada Programa, levando em consideração as diretrizes de sua área de avaliação da CAPES.
A categorização dos docentes se dará anualmente.
O ato de solicitação de adesão de um docente a um Programa de Pós-graduação será formalizado pelo preenchimento do Termo de Concordância para “Participação em Curso de Pós-graduação” previsto nos Anexos I e II do Regulamento Geral de Pós-Graduação.

Norma do Programa para o Credenciamento e Recredenciamento de Docentes:

RESOLUÇÂO PPGEC Nº 01/2018
Estabelece as regras para
permanência de professores no
PPGEC.
O PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA CIVIL (PPGEC) DO
CENTRO TECNOLÓGICO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO
SANTO, no uso de suas atribuições legais e estatutárias.

Considerando o que consta do capítulo XI da Resolução nº. 11/2010 do Conselho de
Ensino, Pesquisa e Extensão da UFES, que trata do Regulamento Geral da Pós-
graduação da UFES;

R E S O L V E:

Art. 1°. Estarão credenciados para atuarem no PPGEC como professor permanente,
professores com titulação de doutor ou equivalente, com produção de trabalhos
científicos e tecnológicos de valor comprovado de acordo com os critérios estabelecidos
pelos órgãos internos e externos de acompanhamento, devendo atender as condições
estabelecidas nesta resolução.

Art. 2°. Para a permanência na categoria Professor Permanente do PPGEC, o professor
deverá:

§ 1º Em janeiro de cada ano, com base no quadriênio móvel que se encerra em
dezembro do ano anterior, será apurado o índice PQDA de cada professor, conforme a
equação:

𝑃𝑄𝐷𝐴=𝐴1+0,85 𝐴2+0,7 𝐵1+0,5 𝐵2
4

A divisão dos artigos nos estratos A1, A2, B1 e B2, se dará conforme a última
classificação disponível da CAPES (QUALIS) para a área de Engenharias I.

Serão contabilizados somente os artigos que tenham aderência com as linhas e projetos
de pesquisa do PPGEC.

Os artigos publicados em coautoria entre professores do PPGEC terão os pontos
divididos entre esses autores, acrescidos de 10% dos pontos para cada um. Por exemplo,
no caso de 2 autores, 0,550 para cada; 3 autores, 0,367 para cada, 4 autores, 0,275 para
cada, 5 autores, 0,220 para cada autor.

Os artigos publicados em coautoria com alunos do PPGEC terão um acréscimo de 15%
em seus pontos. Ou seja, cada artigo publicado com aluno equivalerá a 1,15 pontos do
artigo.

§ 2º. Deverá atingir uma PQDA maior ou igual a 0,7 (zero vírgula sete), ou seja, um B1
equivalente.

§ 3º Não passar dois anos consecutivos sem ter tido artigo submetido a periódico (nível
mínimo B2 Qualis / CAPES área das Engenharias I), com comprovação de
encaminhamento do editor da revista para os revisores.

Art. 3°. Os professores que não atenderem os requisitos estabelecidos no Art. 2°.
poderão ser, a critério do colegiado, enquadrados na categoria de professor colaborador
do PPGEC, condicionado ao número máximo de colaboradores permitidos pela CAPES.
Caso já se tenha atingido o número máximo de colaboradores estes professores serão
desvinculados do programa de acordo com a produção dos professores colaboradores.

Art. 4°. O desligamento de professores do PPGEC deverá ser realizado resguardando os
direitos dos alunos que porventura ainda estejam sob sua orientação até a conclusão da
dissertação ou tese.

Art. 5°. O PPGEC contará sempre com no mínimo 10 professores, a fim de garantir o
bom funcionamento do programa.

Art. 6°. Em janeiro de cada ano, será instituída uma comissão de Credenciamento e
Permanência, constituída pelos 3 professores permanentes do PPGEC com maior
pontuação no PQDA. Esta comissão avaliará os casos omissos e pedidos de
reconsideração, e suas decisões serão encaminhadas para aprovação pelo Colegiado do
PPGEC.

Professor Rodrigo de Alvarenga Rosa
Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil (PPGEC)
Portaria nº: 808, de 03 de maio de 2018


RESOLUÇÃO PPGEC Nº 01/2021
O PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA CIVIL (PPGEC) DO
CENTRO TECNOLÓGICO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO
SANTO, no uso de suas atribuições legais e estatutárias.
Considerando o que consta do capítulo XI da Resolução nº. 11/2010 do Conselho de
Ensino, Pesquisa e Extensão da UFES, que trata do Regulamento Geral da Pós-graduação
da UFES,
CONSIDERANDO, ainda, aprovação desta Câmara de Pós-Graduação, por
unanimidade, na Sessão Ordinária do dia 29 de março de 2021,
R E S O L V E:
Art. 1º. Alterar a Resolução nº 01/2018 deste PPG da seguinte forma:
No Art. 5º, onde se lê:
Art. 5º. O PPGEC contará sempre com no mínimo 10 professores, a fim de garantir o bom
funcionamento do programa.
Leia-se:
Art. 5°. O PPGEC contará sempre com no mínimo 12 professores, a fim de garantir o bom
funcionamento do programa.
No Art. 6º, onde se lê:
Art. 6°. Em janeiro de cada ano, será instituída uma comissão de Credenciamento e
Permanência, constituída pelos 3 professores permanentes do PPGEC com maior
pontuação no PQDA. Esta comissão avaliará os casos omissos e pedidos de
reconsideração, e suas decisões serão encaminhadas para aprovação pelo Colegiado do
PPGEC.
Leia-se:
Art. 6°. A cada dois anos, será instituída uma comissão de Credenciamento e Permanência,
constituída pelos 3 professores permanentes do PPGEC com maior pontuação no PQDA.
Esta comissão avaliará os casos omissos e pedidos de reconsideração, e suas decisões serão
encaminhadas para aprovação pelo Colegiado do PPGEC.
Art. 2º. Estas alterações entrarão em vigor a partir da publicação desta Resolução.

PROF. ADENILCIA FERNANDA GROBÉRIO CALENZANI
Coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil (PPGEC)

Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910