APROVEITAMENTO DO RESÍDUO DE BENEFICIAMENTO DE ROCHAS ORNAMENTAIS E DE ESCÓRIA DE ACIARIA COMO FÍLER EM CONCRETOS ASFÁLTICOS

Resumo: O Estado do Espírito Santo tem o maior complexo de pelotização de minério de ferro do mundo e é o maior produtor nacional de placas de aço. É, além disso, o maior exportador de mármore e granito da América Latina. O estado lidera a extração nacional de mármore e granito ornamentais, sendo responsável por 39% das exportações brasileiras de rochas ornamentais e por 50% de placas de mármore beneficiadas, de acordo com o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio (MDIC, 2007). Em contrapartida, o estado produz um grande volume de rejeitos industriais tais como escória de aciaria e resíduo de beneficiamento de rochas ornamentais. Ainda são incipientes, no Brasil e no exterior, pesquisas que desenvolvam novas técnicas que visem à reutilização destes rejeitos de forma a dar um destino mais nobre a estes materiais. O presente projeto de pesquisa tem como objetivo caracterizar diversos resíduos gerados em grande volume no estado do Espírito Santo e verificar a viabilidade da utilização destes como materiais alternativos nas camadas de base, sub-base e revestimento de pavimentos, atendendo aos critérios e normais legais. Busca-se, dessa forma, dar uma destinação mais nobre aos resíduos supracitados, o que representará um ganho ambiental, pois sua reutilização reduzirá o volume de rejeitos descartados displicentemente no meio-ambiente e/ou em aterros sanitários e industriais, além de reduzir as atividades de extração de rochas naturais com a substituição destes materiais por resíduos. Mais ainda, caso se verifique a viabilidade de utilização destes rejeitos nas diversas camadas de pavimentos, a utilização de resíduos como material alternativo na pavimentação também pode representar um ganho econômico, pois irá reduzir o grande volume necessário de materiais naturais em substituição por rejeitos ambientais e, consequentemente, reduzir os custos de extração e transporte de materiais nas fases de construção.

Data de início: 2013-05-16
Prazo (meses): 24

Participantes:

Papelordem decrescente Nome
Vice-Coordenador Jamilla Emi Sudo Lutif Teixeira

Páginas

Transparência Pública
Acesso à informação

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910