ESTUDO REOLÓGICO DE MÁSTIQUES COM FÍLER DE RESÍDUO DE BENEFICIAMENTO DE ROCHAS ORNAMENTAIS (RBRO) E ESCÓRIA DE ACIARIA (EMA),

Nome: Renée Lauret Cosme
Tipo: Dissertação de mestrado acadêmico
Data de publicação: 23/11/2015
Orientador:

Nomeordem decrescente Papel
Jamilla Emi Sudo Lutif Teixeira Orientador

Banca:

Nomeordem decrescente Papel
Jamilla Emi Sudo Lutif Teixeira Orientador
Patrício José Moreira Pires Examinador Interno

Resumo: "São inúmeras as pesquisas fundamentadas nas possibilidades de utilização de subprodutos industriais como materiais alternativos na pavimentação, objetivando assim o desenvolvimento sustentável e redução de custos.
É conhecido o destaque mundial do Brasil no beneficiamento de rochas ornamentais e da produção de aço, e com essa grande produção há a geração de um volume significativo de resíduos, denomidados neste estudo de resíduo de beneficiamento de rochas ornamentais (RBRO) e escória moída de aciaria (EMA).
Esta pesquisa trata da aplicação destes resíduos na pavimentação, mais especificamente como fíler nas misturas asfálticas através do estudo reológico dos mástiques com estes resíduos nos teores fíler/betume 0,36, 0,54 e 0,72 para amostras EMA, RBRO e 50%EMA+50%RBRO. Para isto, os materiais foram caracterizados físico, químico e mineralogicamente, assim como análise de imagem através de microcospia eletrônica de varredura.
As amostras produzidas foram avaliadas reolgicamente através de ensaios de varredura de deformação, varredura de frequência, fluência e recuperação sob tensões múltiplas comparando com a amostra de referência, o cimento asfáltico de petróleo (CAP 50/70). Pode-se concluir que a utilização dos resíduos melhorou o comportamento reológico do CAP, em especial o resíduo EMA que contribuiu para o aumento da rigidez do material como aferiu maior elasticidade quanto comparado ao ligante puro ou ao resíduo RBRO, como também apresentou melhores resultados de recuperação e da compliância não-recuperável e das menores sensibilidades à tensão.
Palavras-chaves: Comportamento reológico, ligantes asfálticos, resíduo de rochas ornamentais, escória moída de aciaria."

Acesso ao documento

Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910