ESTUDO do Potencial de Aplicação do Resíduo de Vidro Laminado em Argamassas de Recuperação Estrutural

Nome: Aline Silva Sauer
Tipo: Dissertação de mestrado acadêmico
Data de publicação: 15/07/2013
Orientador:

Nomeordem decrescente Papel
João Luiz Calmon Nogueira da Gama Orientador

Banca:

Nomeordem decrescente Papel
Fernando Avancini Tristão Examinador Interno
Geilma Lima Vieira Coorientador
João Luiz Calmon Nogueira da Gama Orientador
Márcia Aiko Shirakawa Examinador Externo

Resumo: A construção civil é considerada uma grande consumidora de recursos naturais e geradora de resíduos. Para minimizar estes impactos surgem novas alternativas, dentre elas a reutilização de resíduos incorporados a materiais de construção, que vem sendo apontada como uma forma adequada de preservar matérias primas naturais, economizar energia, reduzir a emissão poluentes e eliminar os custos com aterros. Estudos sobre a aplicação de resíduo de vidro incorporado a matrizes cimentícias apontam a utilização deste resíduo como substituto de agregados ou aglomerantes, sendo este último o mais indicado, já que em baixa granulometria o resíduo de vidro possui alto índice de atividade pozolânica, característica que pode melhorar as propriedades mecânicas das matrizes cimentícias. Esta pesquisa teve como objetivo avaliar o potencial de aplicação do resíduo de vidro laminado automotivo em argamassas de recuperação estrutural, analisando a influência da variação do percentual de substituição do cimento por este resíduo (5%, 10%, 15% e 20%, além da argamassa de referência) sobre algumas propriedades no estado fresco, trabalhabilidade e massa específica, e propriedades mecânicas, resistência à compressão, módulo de elasticidade, retração linear e resistência à aderência à tração, além da analise da absorção de água por capilaridade e microestrutural. A argamassa com 5% de substituição de cimento por resíduo de vidro laminado apresentou os melhores resultados quanto ao desempenho mecânico, com valores próximos aos encontrados para a argamassa referência. Já a permeabilidade das argamassas tende a diminuir com o aumento do teor de substituição, sendo que a argamassa com 20% de substituição apresentou os menores valores de absorção por capilaridade. Além disso, a incorporação de resíduo de vidro laminado tornou a estrutura das argamassas mais densas, havendo indícios da produção de C-S-H adicional através de reações pozolânicas. Estes resultados indicam um potencial de utilização do resíduo de vidro laminado como substituto parcial do cimento em argamassas de recuperação estrutural Merecendo ainda, maiores pesquisas, principalmente no que concernem os aspectos de durabilidade.

Acesso ao documento

Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910