Influência da Adesividade Ligante-agregado nas Propriedades de Fratura de Misturas Asfálticas Sujeitas ao Dano Por Umidade

Nome: Rodolpho Medeiros Frossard
Tipo: Dissertação de mestrado acadêmico
Data de publicação: 07/05/2021
Orientador:

Nomeordem decrescente Papel
Jamilla Emi Sudo Lutif Teixeira Orientador

Banca:

Nomeordem decrescente Papel
Jamilla Emi Sudo Lutif Teixeira Orientador
Lilian Ribeiro de Rezende Examinador Externo
Patrício José Moreira Pires Examinador Interno

Resumo: As manifestações patológicas mais recorrentes em pavimentos asfálticos são
afundamento em trilha de roda, trincamento por fadiga, desagregação dos agregados
e buracos, sendo que esses danos são intensificados com a presença da água.
Ademais, uma preocupação mundial é a utilização de materiais naturais de fontes não
renováveis, dessa forma faz-se necessário a busca por alternativas sustentáveis. Uma
alternativa de agregados para pavimentação são as escórias de alto-forno
provenientes da siderurgia. Contudo, estudos mostraram que estes materiais
apresentam características químicas, físicas e termodinâmicas que afetam a
adesividade ligante-agregado. Assim, é preciso ampliar a compreensão do
comportamento de misturas asfálticas contendo agregados de escória. Dessa forma,
o objetivo da presente pesquisa é investigar os efeitos da substituição parcial de 25%
de agregados naturais (AN) por escória de alto forno resfriada ao ar (EFRA) em
misturas asfálticas, com e sem adição de fíleres de diferentes composições químicas
(cal hidratada, pó de precipitador eletrostático (EP), pó de AN e pó de EFRA),
verificando a influência de características de cada material nas propriedades de fratura
das misturas asfálticas sujeitas ao dano por umidade. Para isso, corpos-de-prova
foram submetidos aos ensaios de dano por umidade induzida e de fratura em
geometria semicircular estático (SCB). Os resultados indicaram que misturas com
ambas as composições de agregados apresentaram comportamentos similares. A
adição de cal hidratada proporcionou maior rigidez às misturas e maior resistência ao
dano por umidade. A adição de pó EP também promoveu melhora na resistência ao
dano por umidade das misturas, e proporcionou a manutenção da capacidade das
amostras de absorver energia, além de ter contribuído para ganho de ductilidade das
misturas asfálticas após condicionamento de umidade. Percebeu-se que o agregado
siderúrgico pode ser uma alternativa sustentável e com grande potencial para a
substituição parcial de agregados naturais em misturas asfálticas desde que adições
sejam incorporadas para sanar sua deficiência na adesividade ao ligante asfáltico.

PALAVRAS-CHAVE: Agregados siderúrgicos; Adesividade; Dano por Umidade
Induzida; SCB; Fratura.

Acesso ao documento

Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910