Estudo Sobre a Influência da Adição de Resíduo de Minério de Ferro da Barragem de Fundão Como Pigmento e nas Propriedades do Concreto de Cimento Portland

Nome: Diogo Wagmacker Nascimento
Tipo: Dissertação de mestrado acadêmico
Data de publicação: 26/03/2019
Orientador:

Nomeordem decrescente Papel
Geilma Lima Vieira Orientador

Banca:

Nomeordem decrescente Papel
Claudia Rodrigues Teles Examinador Interno
Geilma Lima Vieira Orientador
Georgia Serafim Araújo Examinador Externo
Karla Moreira Conde Examinador Externo

Resumo: A extração de minério de ferro no Brasil possui papel fundamental no desenvolvimento econômico e social, contribuindo com o sustento de diversas famílias em grande parte do território nacional. Entretanto, a indústria mineradora mostra-se irresponsável com a gestão dos seus resíduos a fim de reduzir os impactos causados pelo acúmulo, cada vez maior, dos rejeitos provenientes desta atividade. A fim de minimizar os impactos ambientais, sociais e econômicos causados pela atividade de mineração, este trabalho propõe o uso de rejeitos de minério de ferro como pigmento para produção de concretos coloridos. O resíduo utilizado tem origem na atividade de mineração do estado de Minas Gerais, especificamente na barragem de rejeitos de Fundão, Mariana - MG. Para este trabalho, o resíduo foi submetido a secagem, destorroado e peneirado, logo após este tratamento foi chamado de Resíduo do Beneficiamento de Minério de Ferro Tratado (RBMFt). Foram confeccionados concretos com relação água/ cimento de 0,45 e 0,60, com adições de 0%, 5%, 10% e 15% de RBMFt. Foi avaliado a influência das adições do resíduo sobre a resistência mecânica dos concretos com os ensaios de resistência à tração por compressão diametral e resistência à compressão axial, sua durabilidade foi verificada por meio dos ensaios de absorção de água por imersão e fervura e pelo ensaio de absorção de água por capilaridade, a variação de cor foi analisada baseando-se no espaço de cor CIELAB. Em relação à coloração dos concretos, observou-se que os concretos com a/c = 0,45 e adições de 10 e 15%, apresentaram maior variação de cor em relação à referência. No que se refere à resistência mecânica, as adições de 10% do RBMFt, nos concretos com relação a/c = 0,45 e 0,60, apresentaram melhores resultados em relação às suas referências. Analisando-se a durabilidade dos concretos, observou-se que as adições de 10 e 15% nos concretos com a/c = 0,45 e 0,60 proporcionam uma menor absorção de água por imersão e por capilaridade, o que demonstra que as adições podem contribuir com a vida útil dos concretos.
Palavras-chave: Resíduo de minério de ferro, concreto colorido, adição mineral.

Acesso ao documento

Transparência Pública
Acesso à informação

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910