BIM NOS PROCESSOS DE GESTÃO DE FACILIDADES EM UMA UNIVERSIDADE: ESTUDO DE CASO E DIRETRIZES PRELIMINARES.

Nome: Marianne Cortes Cavalcante Faroni
Tipo: Dissertação de mestrado acadêmico
Data de publicação: 25/07/2017
Orientador:

Nomeordem crescente Papel
João Luiz Calmon Nogueira da Gama Orientador

Banca:

Nomeordem crescente Papel
João Luiz Calmon Nogueira da Gama Orientador
Geilma Lima Vieira Examinador Interno
Darli Rodrigues Vieira Examinador Externo

Resumo: Utilizar processos eficientes para a gestão de facilidades pode aprimorar o
desempenho espacial, humano, econômico e ambiental, e ao mesmo tempo diminuir
os custos com operação, manutenção, e gasto energético ao longo dos anos de uma
instalação. Visto que muitas informações são geradas por uma edificação durante o
seu ciclo de vida, para que esta gestão seja efetiva é preciso que estes dados estejam
armazenados e prontamente acessíveis. Neste cenário, a inovação da tecnologia
Building Information Modeling (BIM), ao simular o projeto da construção em um
ambiente virtual, permite multidisciplinaridade das informações geométricas e não
geométricas em um mesmo modelo. Entretanto, para integrar as informações do
modelo aos complexos fluxos de dados de uma organização, são necessárias outras
tecnologias que suportem a inserção de dados não possibilitadas pela plataforma BIM,
funcionando como um repositório central de informações. Assim, o objetivo desta
pesquisa é estudar as potencialidades da plataforma BIM integrada à processos de
Gestão de Facilidades a partir de uma simulação e modelagem computacional,
utilizando como estudo de caso uma edificação existente no campus da UFES, e
apresentar diretrizes e recomendações preliminares para implementação das
plataformas em toda a Universidade. Para tal foram utilizados a ferramenta BIM
Revit® para modelagem do as-builtBIM do edifício e o softwarede gestão de
facilidades ARCHIBUS® como repositório central. A integração entre os softwares foi
testada por meio de simulações de cenários e atividades cotidianas de gestão de
espaços e ativos da Universidade baseada no edifício escolhido. A partir dos
resultados e lições aprendidas nas simulações, são propostas diretrizes e
recomendações preliminares para a expansão da implementação para toda a
Universidade. Os experimentos realizados demonstraram as potencialidades de
integração das tecnologias, e comprovaram que esta interface pode dar suporte ao
planejamento e tomadas de decisão nos processos gestão das facilidades de uma
Universidade.

Acesso ao documento

Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910