INDICADORES DE SUSTENTABILIDADE PARA EDIFICAÇÕES NA ANTÁRTICA

Nome: Dielly Christine Guedes Montarroyos
Tipo: Dissertação de mestrado acadêmico
Data de publicação: 10/11/2015
Orientador:

Nomeordem decrescente Papel
Cristina Engel de Alvarez Orientador

Banca:

Nomeordem decrescente Papel
Cristina Engel de Alvarez Orientador
João Luiz Calmon Nogueira da Gama Examinador Interno
Luis Manuel Bragança de Miranda e Lopes Coorientador
Marcia Bissoli Dalvi Examinador Externo

Resumo: Os indicadores de sustentabilidade são variáveis que condensam as informações relevantes visando identificar o nível de sustentabilidade em edificações no meio urbano. As ferramentas de avaliação disponíveis e reconhecidas adotam, em sua maioria, indicadores vinculados à realidade urbanizada em que as edificações se inserem. As áreas de difícil acesso e interesse ambiental a exemplo da Antártica possuem peculiaridades diferenciadas quando comparadas aos meios urbanos tradicionais. A Antártica apresenta uma das piores condições de habitabilidade do planeta. Seus condicionantes ambientais rigorosos e particularidades influenciam e dificultam, o processo de construção, principalmente quando se almeja construções pautadas nos fundamentos sustentáveis. Deste modo, os indicadores de sustentabilidade tradicionalmente empregados nos meios urbanos densificados não se aplicam na Antártica, advertindo-se para a necessidade de formulação de indicadores específicos. Assim, esta pesquisa objetivou propor os procedimentos para a definição de indicadores de sustentabilidade voltados para construções compatíveis com a peculiaridade das edificações Antárticas, considerando especialmente sua característica fragilidade ambiental e natural inospitabilidade. O método consistiu nas seguintes etapas: levantamento dos condicionantes Antárticos e estudo das ferramentas de avaliação ambiental de edifícios; confecção das listas de indicadores Lista 1 (a partir da estrutura analítica SPR) e Lista 2 (recorte dos indicadores pertencentes às ferramentas de avaliação); agrupamento das listas; avaliação dos indicadores por pesquisadores antárticos; análise dos resultados e obtenção do conjunto final de indicadores. O resultado das análises resultou em 92 indicadores e apontou a relevância dos indicadores nos aspectos da sustentabilidade, com ênfase aos temas inerentes para tal realidade como logística, seleção de materiais, impactos ambientais com a geração de resíduos e conforto dos usuários.

Acesso ao documento

Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910