Avaliação da Adequação de Sistemas Construtivos em Madeira na Produção de Edificações em Ilhas Oceânicas: Estudos de Caso no Atol das Rocas e nos Arquipélogos de Fernando de Noronha e de São Paulo

Nome: Anderson Buss Woelffel
Tipo: Dissertação de mestrado acadêmico
Data de publicação: 25/05/2011
Orientador:

Nomeordem decrescente Papel
Cristina Engel de Alvarez Orientador

Banca:

Nomeordem decrescente Papel
Andrea Naguissa Yuba Examinador Externo
Cristina Engel de Alvarez Orientador
João Luiz Calmon Nogueira da Gama Examinador Interno

Resumo: Desde tempos remotos, a madeira tem sido amplamente utilizada pelas civilizações como material construtivo e decorativo. Nos tempos atuais, em que a preocupação com a preservação dos recursos do planeta ganha espaço de debate em vários fóruns, o uso da madeira - principalmente como material construtivo de fonte renovável e reutilizável, de baixo consumo energético e alta eficiência -, ganha novas atenções e se justifica frente aos desafios impostos pelo ideário do desenvolvimento sustentável. Diante da necessidade de ocupar as ilhas oceânicas motivada por interesses científicos, econômicos ou estratégicos e a conseqüente necessidade de edificações de apoio que possibilitem a vida humana nesses locais, este trabalho objetiva estudar a adequação de alguns sistemas construtivos em madeira
utilizados nessas construções do ponto de vista logístico, ambiental, da segurança, do conforto e da durabilidade considerando, principalmente, a fragilidade do ambiente insular. Metodologicamente, a pesquisa divide-se em três etapas: reconhecimento (pesquisa bibliográfica e documental); desenvolvimento (coleta de dados através da etodologia de Avaliação Pós-Ocupação e medições in loco); e conclusão (avaliação dos dados coletados e publicação dos resultados). Os estudos foram realizados na Reserva Biológica Marinha do Atol das Rocas e nos Arquipélagos de Fernando de Noronha e de São Pedro e São Paulo. Como resultados, conclui-se que a madeira apresenta características satisfatórias para os locais considerados especialmente por possibilitar a pré-fabricação, que permite a prémontagem
para testes ainda no continente, a posterior montagem no local definitivo, bem como a relocação se necessária com o mínimo de avarias nas peças. Também foi considerada a questão da resistência aos condicionantes locais e a necessidade de baixa manutenção, que
reforçam essa conclusão. Destaca-se, a alta relação resistência/densidade da madeira em comparação com outros materiais, favorecendo o transporte e o dimensionamento das peças, que a madeira é um material ecologicamente correto, um bom isolante térmico e de agradável sensação ao tato permitindo, ainda, uma edificação que apresenta excelente relação harmônica com a paisagem local, segura e com mínimo impacto ambiental.

Palavras-chave: madeira, ilhas oceânicas, sustentabilidade, logística, materiais de construção.

Acesso ao documento

Transparência Pública
Acesso à informação

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910