Desempenho Ambiental em Unidades Municipais de Saúde na Cidade de Vitória: Ensaio Projetual e Recomendações para Certificação Leed-nc 2.2

Nome: Liliam da Silva Araujo
Tipo: Dissertação de mestrado acadêmico
Data de publicação: 29/05/2009
Orientador:

Nomeordem decrescente Papel
João Luiz Calmon Nogueira da Gama Orientador

Banca:

Nomeordem decrescente Papel
João Luiz Calmon Nogueira da Gama Orientador
Karla do Carmo Cáser Examinador Interno
Márcia Aiko Shirakawa Examinador Externo
Outro Departamento Examinador Interno
Ricardo Franci Gonçalves Examinador Interno

Resumo: Essa dissertação trata da sustentabilidade na construção civil abordando aspectos relacionados com a busca do equilíbrio entre padrões economicamente viáveis, ambientalmente responsáveis para as edificações hospitalares na cidade de Vitória. Tem como objetivo fazer um diagnóstico do desempenho ambiental dessa tipologia de edifícios e desenvolver um ensaio projetual para investigar a possibilidade de melhorias em todas as fases do ciclo de vida dos edifícios que abrigam os serviços municipais de saúde. Para cumprir os objetivos, a metodologia utilizada foi avaliar a luz do método LEED, três Unidades de Saúde, apoiada nos projetos existentes e entrevistas com os agentes envolvidos no processo, desde a elaboração do programa de necessidades, projetação e execução, com o objetivo de avaliar a percepção e sensibilidade de todos envolvidos com o tema desempenho ambiental, fazendo conexão entre a pontuação atingida e processo de projeto. Verificou-se que os baixos resultados são proporcionais a falta de conhecimento sobre o tema. Os objetivos são atingidos com a elaboração de ensaio projetual dentro dos preceitos de arquitetura passiva para uma das 3 áreas analisadas, concebido para atender requisitos do LEED-NC 2.2. Uma ampla investigação dos temas água, qualidade do ar, insolação, ventilação, COVs, relação ambiente construído e resultados na saúde, estabelecem apoio para as decisões de projeto, que teve como premissa não utilizar PVC e proporcionar conforto térmico capaz de eliminar climatização mecânica. Dentre os resultados mensuráveis, o projeto alcança economia de 30% de energia e 37% de água. A conclusão final é que as ações projetuais colaboram com 50% dos resultados pleiteados, ficando o restante dividido entre o planejamento, execução e operação dos edifícios. Dentro dos critérios avaliados pelo LEED, o projeto proposto atende a todos os pré-requisitos e atinge 30 pontos, compatíveis com certificação em nível básico. Demonstrando viabilidade técnico-econômica para construção de edifícios hospitalares sustentáveis em Vitória. Para tanto, devem ser inseridas metas ambientais nos programas de necessidades dos novos edifícios, transferindo a responsabilidade da sustentabilidade dos edifícios de saúde para a ousadia dos administradores de aceitar os novos paradigmas impostos ao setor construção civil.

Palavras chaves: edifícios hospitalares, certificação LEED, arquitetura passiva, desempenho ambiental de edifícios, eficiência energética, uso racional de água.

Transparência Pública
Acesso à informação

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910