Estudo do Efeito da Estabilização Com Coproduto de Dessulfuração Kr Sob As Propriedades Físicas, Mecânicas e Químicas de Solos Com Diferentes Teores de Finos

Nome: Lucas Oliveira Bridi
Tipo: Dissertação de mestrado acadêmico
Data de publicação: 14/02/2020
Orientador:

Nomeordem decrescente Papel
Patrício José Moreira Pires Orientador

Banca:

Nomeordem decrescente Papel
Jamilla Emi Sudo Lutif Teixeira Coorientador
João Luiz Calmon Nogueira da Gama Examinador Interno
Lilian Ribeiro de Rezende Examinador Externo
Patrício José Moreira Pires Orientador

Resumo: A escória de aciaria originada no reator Kambara é um subproduto do processo de dessulfuração do ferro fundido, e é composta por óxido de cálcio, dióxido de silício, e óxido de ferro e outros constituintes na forma de compostos, como hidróxido de cálcio, carbonato de cálcio, entre outros. Após beneficiamento, sob a forma de coproduto, tem atuado eficientemente como estabilizante no melhoramento de solos, conforme literatura técnico-científica e recentes experiências na engenharia geotécnica e de pavimentação. Há ainda, no entanto, certa deficiência no conhecimento em torno das questões relacionadas aos mecanismos de estabilização, e de como estes mecanismos agem em diferentes cenários de interação solo-KR, distintos sobretudo em função da granulometria dos solos, ou mais especificamente, em função do seu teor de finos. Complementarmente, no aporte à essa deficiência, os resultados obtidos neste trabalho – a partir das caracterizações física, mecânica, química, mineralógica e microestrutural de misturas solo-KR com diferentes teores de finos, na proporção de 80:20 em relação à massa seca – fundamentaram novas considerações importantes, inclusive para o desenvolvimento de futuras metodologias de dosagem. Da análise granulométrica, nota-se que para solos muito finos, o coproduto de dessulfuração KR tem seu efeito mais expressivo restrito justamente às faixas granulométricas mais grossas, de pedregulho fino e pedregulho médio. Da análise do grau de floculação, não se constatam modificações apreciáveis, uma vez que estes solos, de formação laterítica, já se apresentam com a faixa granulométrica argila totalmente floculada. Da análise de complexo sortivo, define-se a CTC do coproduto de dessulfuração KR, cujo valor é de cerca de 47,1 mmolc/dm³, tal que Ca2+ é o principal cátion trocável (99,3%). Nesta concepção, quanto maior o valor da CTC dos solos, maiores serão a promoção e a manutenção das trocas catiônicas orientadas por Ca2+. Da análise microscópica, identifica-se a presença de produtos, possivelmente oriundos de reações de hidratação. A presença de espécies de agulhas, por exemplo, pode contribuir para a estabilidade estrutural, à medida que preenchem lacunas entre outros produtos de hidratação, e unem grãos adjacentes.

Acesso ao documento

Transparência Pública
Acesso à informação

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910