AVALIAÇÃO do Desempenho de Sistema de Transportes Público Utilizando Indicadores de Mobilidade Urbana Sustentável

Nome: Priscila Bahia Costa
Tipo: Dissertação de mestrado acadêmico
Data de publicação: 16/12/2016
Orientador:

Nomeordem decrescente Papel
Gregório Coelho de Morais Neto Orientador

Banca:

Nomeordem decrescente Papel
Adelmo Inacio Bertolde Coorientador
Gregório Coelho de Morais Neto Orientador
Marta Monteiro da Costa Cruz Examinador Interno
Vânia Barcellos Gouvêa Campos Examinador Externo

Resumo: O grande desafio nas cidades brasileiras atualmente tem sido enfrentar longos engarrafamentos no trânsito, pois a maioria das pessoas deixa de utilizar o transporte coletivo para priorizar a praticidade do transporte individual motorizado. Incentivar a melhoria do transporte público é então essencial para minimizar o problema. Diante deste cenário, esta pesquisa tem como objetivos avaliar o Sistema de Transporte Público por Ônibus da Região Metropolitana da Grande Vitória utilizando indicadores de desempenho e realizar uma análise comparativa com sistemas de transportes de outras regiões do País. A partir da revisão de literatura, foi escolhido o IMUS (Índice de Mobilidade Urbana Sustentável), desenvolvido por Costa (2008), uma ótima ferramenta de suporte de políticas públicas, que auxilia no direcionamento de ações e, principalmente, na identificação das áreas que necessitam de investimentos. O índice é composto de 87 indicadores, mas como o foco desta pesquisa é o transporte público, foram calculados apenas 22 ligados diretamente ao tema. Na busca pelas regiões a serem analisadas comparativamente com a Região Metropolitana da Grande Vitória, foram considerados alguns critérios, tais como a utilização do índice de mobilidade urbana sustentável, a disponibilidade dos dados, a similaridade com o transporte utilizado na RMGV e a população existente na região a ser escolhida. Os resultados demonstram que a RMGV obteve um desempenho inferior em alguns indicadores, quando confrontado com as demais regiões escolhidas para comparação. Podem-se analisar os pontos positivos e negativos dos indicadores, o que permitirá aos gestores elaborar medidas e ações para solucionar os pontos deficitários e o aprimoramento dos indicadores que apresentaram bom desempenho. Sugere-se que haja maiores investimentos na pesquisa Origem-Destino, visto que seja importante por apresentar instrumentos que possibilitam o planejamento de transportes.
Palavras-chave: Transporte Urbano. Mobilidade Urbana Sustentável. Indicadores. Índices de Mobilidade Urbana.

Acesso ao documento

Transparência Pública
Acesso à informação

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910